terça-feira, 27 de agosto de 2013

Discurso Irreal



O meu discurso tornou-se irreal. Foram muitas as horas passadas a esgotar a paciência de outras pessoas. Amigos faziam-me companhia durante o dia a dia, e ouviram-me falar acerca dos maiores cuidados possíveis a ter. Assistiram aos meus exageros. Assistiram aos meus excessos de preocupação, às minhas milhares de previsões após qualquer acto, ou seja, ao rapaz que com tudo que tinha tentou defender aquilo que fazia-lo feliz de verdade. Não me sentiria muito conformado se realmente perdesse essa fortaleza, não me aceitaria a viver sem uma preocupação com solução. Hoje, penso que passei mais horas a mentir para mim próprio do que para eles mesmo, perdi tempo e mais tempo a dar voltas e voltas a assuntos sem volta... Todos os dias, arranjei mil um motivos à minha maneira para contornar a realidade e encontrar um motivo favorável ao meu sentimento. Eu acreditei que era uma verdadeira paixão, em mim, nos olhos dela, nas palavras que eu dizia e que ouvia. Nunca fui tão longe ao pensamento negativo, nem o sentimento  permitiu-me aceitar essa possibilidade como uma verdadeira possibilidade. Simplesmente, eu atirei para o ar o pior fim possível, mas sinceramente, nunca acreditei que ele fosse acabar por existir. Assim que comecei a sentir uma diferença, nasceu uma dor... Essa corre-me nas veias, conduz confusão e desconforto até à mente e aperta-me o coração. Durante estes tempos tentei fazer com que eu acordasse e voltasse aprender de novo como viver sem o que tinha durante a vida curta e fácil. Numa certa altura até estava a convencer-me de que, de facto, estava afastar-me do que me levava ao silêncio. Infelizmente, um erro, pois ao mínimo sinal senti-me recuar no tempo em segundos e a sentir tudo de novo como se fosse ontem. Porém desta vez, de um outro jeito. Fico destruído cada vez que penso nas palavras que foram ditas, nos momentos que foram representados, nas mentiras que construíram o amor que só eu senti. Dói, dói por ter sido único, por eu ter acreditado que realmente poderia ser possível viver de uma felicidade assim. Já lá vai algum tempo, faz nem um ano, mas faz muito tempo em silêncio para um jovem, um rapaz bastante jovem que sou. A verdade é que não sou vitima das piores condições de vida que existem. Todos assistimos ao que por este mundo fora acontece. Imensas tragédias, histórias muito tristes, desde fome a dor, desrespeito a solidão, almas que já não estão vivas e corpos que apenas se movem. É triste e acabo por me sentir inútil a escrever acerca da minha história que me entristece todos os dias, mas é verdade que, o ser humano é mesmo assim, a conformidade é relativa e a dor é parte de nós. Independentemente do que está por trás dessa dor, do que a originou. Tentei ser forte, tentei representar e fazer o papel de alguém que deveria ser capaz de mostrar-se indiferente e capaz de pisar a história. Acontece que não fui forte, não o suficiente para enterrar o assunto, nem antes de saber a resposta final, nem depois de saber  a verdade. É, mesmo depois de saber que a pessoa afinal era fria e simplesmente embebedou-me de amor fingido. A vida é mesmo assim, em alguns dias fará sol e em outros fará chuva, e assim será sempre...

18 comentários:

  1. Tens de ter força,e vais ver que vais superar.

    P.S: realmente o César tinha razão, escreves muito bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos precisamos, quem chegou até aqui tem força para ir muito mais longe. Penso que de facto é de valorizar a força e paciência que cada um nós teve até ao presente!

      Oh, muito obrigado! :)

      Eliminar
  2. Texto tão triste Miguel, mas ao mesmo tempo tão lindo, tão tocante.
    Algo de bom te acontecerá e nesse momento vais aprender a viver com a dor do passado e a conviver da melhor maneira com o que te fez mal.
    Gostei muito, força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente sinto-me bem por escrever de uma forma tão real e simples, não sendo necessário recorrer a exageros ou a invenções para torna-lo tão sentido. Estou confiante que sim, até porque na verdade não dura para sempre! Obrigado pelo apoio, Renata! :)

      Eliminar
  3. este texto tem tanto de triste como de lindo. tu mereces as coisas boas que te acontecerão. :)
    bjinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com toda certeza farei por reviver a felicidade!
      Obrigado, beijinho

      Eliminar
  4. Escreves tão bem!! e este texto é lindíssimo até me caíram lágrimas ao lê-lo, pois, eu também já sofri muito por um amor já faz 2 anos mas ainda hoje me custam algumas coisas que vêm á memória é de facto muito constrangedor mas temos de ser fortes e dar a volta por cima pois a família e os amigos por mais que nós ás vezes não queiramos ver estão cá para nos apoiar!!!!!
    Desejo-te uma vida cheia de coisas boas e de muita,muita felicidade e acredita que apesar de tudo existe sempre um braço amigo para te levantar quando caíres!!! beijinhos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que isso é tudo muito verdade, sim! Mas também é certo que certos temas delicados como este, não são compreendidos assim tão bem por qualquer pessoa. Acontece que por muito especial que alguém seja para nós por vezes não basta, pois sinceramente há pessoas que não compreendem o que realmente incomoda. Todos merecemos atenção, apoio... Penso que qualquer pessoa precisa de um pouco de motivação, e por vezes é apenas isso que falta, um pouco de motivação para ir em frente, é mesmo muito importante na minha opinião!
      Oh, fico muito feliz por ter bons coração aqui a dar-me um pouco de atenção e força. Fico muito feliz por ser tão bem compreendido. Desejo-te igualmente todas as coisas boas, a ti, e a todas as pessoas que ajudam e que mais importante que isso, merecem!
      Beijinhos,

      Eliminar
  5. não tenho nada a dizer porque tu disseste tudo: "a conformidade é relativa e a dor é parte de nós"
    gostei muito do texto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, é mesmo verdade...
      Ainda bem, obrigado*

      Eliminar
  6. Gostei tanto do teu blog, desta tua forma de espontanea de escrever e esses simples "toques" das fotos, está fantastico! SEGUI (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é bom perceber que há pessoas que realmente gostam do que faço.
      Muito obrigado! :)

      Eliminar
  7. Alô ! Passei pelo teu cantinho para te dizer que vou eliminar o blog onde eras meu seguidor (caa-vidaempalavras.blogspot.pt). No entanto, já tenho outro novo. Deixo-te aqui o link, aguardo a tua visita e espero que me possas continuar a seguir também lá :)

    Link: caa-sentimentos-rotineiros.blogspot.com

    With Love, Cáa ஜ

    ResponderEliminar
  8. está mesmo muito bom, muitos parabéns e força :)

    ResponderEliminar